E viveram Felizes para Sempre....

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

E viveram Felizes para Sempre....

Mensagem por B Hawkirier em Qua Jan 06 2010, 20:53

No quartel da cidade central tudo corria normalmente. Mustang dormia na cadeira enquanto Fuery, Breda e Fallman falavam da vida dos outros. De repente:

- Coronel!! Péssimas noticias!! - Havoc entra na sala e Mustang dá um pulo da cadeira.

- O que foi?? Os extraterrestres estão invadindo?????

- não, coronel. Pior que isso. O general Hakuro recusou seu pedido para auxilio as criancinhas com a barraquinha de churrasco. (NOTA: todos os anos, na central os militares faziam um tipo de festival para ajudar crianças carentes. E todos os anos mustang e companhia montavam uma barraquinha de churrasco. O coronel assava e os outros vendiam – ou melhor, vendiam a parte que sobrava depois que comiam)

- O QUE????

- E o que a gente faz agora??? – pergunta Fallman

- A gente podia vender churros! – sugere, inutilmente, Breda

- Não! Não podemos! – diz Fuery

-por que? – pergunta Havoc

- você ta querendo aumentar os índices de diabete nas criancinhas?

- é, tem razão. Mas...o que é que a gente vai fazer, coronel?

- esperem um minuto, estou pensando.

Segue-se um momento de precioso silêncio enquanto mustang está concentrado.

- e aí....

- não faço a mínima idéia. (todos caem no chão) A porta se abre:

- E aê cambada??? Hughes entra na sala - Mas por que vocês tão com essas caras de cachorro que caiu do caminhão da mudança?? Aqui, tomem uma fotinha da Elysia dançando hula-hula pra animar!!!

- Maes, você não tem o que fazer, não?

- Não. Ao contrario de você que dorme o dia todo, eu já adiantei todo o meu trabalho. Mas... mudando de assunto....por que vocês estão com essas caras??

- nosso pedido pra barraquinha de churrasco foi recusado.

- Ah, é só isso?

- como só isso??? Você tem alguma idéia do que a gente pode fazer?

- Cantar, recitar, sapatear, dançar hula-hula, forró, funk, dança indiana, brega, frevo, valsa, tango, mambo, para-para, tocar flauta, piano, bateria....

- já chega, maes! Nenhum de nós sabe fazer nada disso!!!

- Vocês podem fazer uma peça de teatro...

Todos olham pro Hughes como se ele tivesse falado algo como “por que vocês não se jogam num poço de crocodilos”?

- peça de teatro? Você ta doido, tenente-coronel? – pergunta Breda

- ninguém aqui é ator não... – diz Fallman. Os outros dois subordinados concordam. Entretanto, mustang fazia uma cara de quem acabou de ter um plano.

- isso até que não é uma má idéia...

- como não, coronel? E a nossa reputação??

- vamos estar fantasiados.

- Pagamento?

- o quartel vai pagar hora-extra.

- seguro de vida?

- que seguro de vida???

- vai que uma lata de tinta caia na nossa cabeça...

- tá, tá.... Tudo vai ser resolvido.

- Então estamos de acordo!

- claro! Tudo pelas criancinhas.... – Roy sorria amigavelmente, mas na sua cabeça a frase era essa “HÁHÁ! Essa é minha chance de estrear minha carreira de ator, fazer ainda mais sucesso com as mulheres, aí eu me torno fürher e faço todas as mulheres do exercito usarem mini-saia”...”

- certo, certo. Tá tudo muito bem... Mas o senhor sabe qual peça a gente pode fazer? – pergunta Havoc

- Ah, sei lá! Swenney Todd ?(EU NÃO LEMBRO COMO ESCREVE, É AQUELE DO BARBEIRO QUE CORTAVA A GARGANTA DOS CLIENTES)

- Tá louco??? – pergunta Hughes – vai traumatizar as criancinhas. Tem que ser uma peça i-n-f-a-n-t-i-l Sabe, cinderela, branca de neve...

- você sabe tudo dessas histórias, hein Maes?

- Claro! Elysia-chan ama essas histórias. Eu tenho até uma foto dela escutando a história da...

- NÃO.!! – gritam todos

- Certo....Eu tenho aqui o livro “1001 histórias infantis” tira um livro ENORME sabe-se lá de onde

- você carrega isso por aí??

- claro! Nunca se sabe quando a Elysia vai querer ouvir uma história... – abre o livro –Deixe-me ver... Ah, achei uma boa.

- Conta.

- Começa com era uma vez...

- pula essa parte, idiota!

- ...uma princesa que morava num....

- resume!

. - ..lindo palácio com...

- isso não é um texto teatral – interrompe Roy

- Que foi?

- você tem que passar isso pra forma de teatro...

- ah...isso eu não sei fazer.

- Como é??? Não foi sua a idéia de fazer uma peça??

- Sim. Eu vou dirigir a peça. Mas ninguém disse que eu seria o roteirista...

- se você não vai adaptar a história então quem....

A porta se abre de novo:

- Eu! Eu vou adaptar a peça de teatro. Com as habilidades de roteirista passadas de geração em geração na minha família! - tira a roupa e mostra os músculos.

- Ah...tá...eu acho que você pode fazer isso major...

- Eu adoraria ajudar. Deixe-me ver o livro coronel. – roy entrega o livro e o major o analisa – é uma linda história... Mas primeiro temos que definir os personagens...Quem vai ser a princesa?

Todos se entreolham nervosos.

- o de menor patente, claro!

- nada disso! Acho que o de maior patente é quem deveria ficar com o papel principal!

- Eu sou a favor do mais velho!

- Eu do mais bonito!

-Aquele que souber interpretar melhor tem que ser a princesa!!

- sem essa! Assim todos vão fazer uma interpretação horrível só pra não serem escolhidos....

A briga corria solta.

- PAREM COM ISSO! – berrou mustang - temos que arranjar alguém que possa ser feminina e delicada....

- nenhum de nós se encaixa nesse perfil coronel!

- é verdade...mas onde é que eu vou conseguir alguém que...

A porta se abre uma terceira vez.

- Riza!!!!Nossa salvação!!!!

Todos se jogam nos pés dela

- o que é que vocês estão fazendo??? – pergunta ela, assustada

- você tem que cumprir uma função de extrema importância! Nosso futuro depende disso... – mustang falava como se explicasse uma estratégia de guerra....

- O que é, coronel?

- Você tem que.... ser uma mulher!

Ela ergue uma sobrancelha: - Como é?

- ha... é que... você tem que ser a princesa da nossa peça e.... –ele falava meio receoso porque sabia da confusão em que se metera

- certo.

- como assim certo?

- eu aceito. Pelas crianças....

- Ótimo! – diz hughes - vamos resolver os outros personagens...

Eles passam o resto da tarde se organizando.

- Então ficou decidido que: Hawkeye é a princesa, Fuery é dono do bar, Fallman é o viajante, Havoc é um pretendente, Breda é o pai, Roy é o outro pretendente...

- A história tem só um pretendente! Por que na nossa peça tem dois? – reclama Havoc

- por que o outro personagem que tenta casar com a princesa é um dragão... – explica roy – e como não poderíamos fazer um dragão....

- ...escolhemos o Roy, que é o que temos de mais próximo de um! – conclui hughes. Mustang olha pra ele com uma cara de “ quer ser carbonizado?”

- é mas...tem um problema. – diz Armstrog – ta faltando a empregada da princesa....

Todos se entreolham de novo.

- Que tal você, Maes?

- sem chance roy. Eu já vou organizar toda a peça com o major.

- não dá pra tirar a empregada, não? – pergunta Fallman

- não. Ela é fundamental!

- e qual de nós vai ser a empregada? – pergunta havoc, cansado. Ninguém falou nada, a exceção de mustang que tava com cara de quem tinha descoberto a pólvora.

- Tenente, tem algum problema se a sua empregada for loira e tiver meio metro de altura?

Será que continua??


Se não me engano...essa fic eu escrevi depois das 50 e tantas coisas que se aprende com fma...
Isso é básico meu. Sou doida...a tatix sabe..
De qualquer forma, se gostarem...eu posto mais...

B Hawkirier
Soldado
Soldado

Feminino Mensagens : 22
Idade : 24
Localização : Recife - Cidade do Leste

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E viveram Felizes para Sempre....

Mensagem por B Hawkirier em Sab Jan 09 2010, 12:48

- AH, NÃO! AH NÃO!AH NÃO!
- Anão é um garoto loiro de trancinha com capa vermelha! – diz mustang
- QUEM VOCÊ TA CHAMANDO DE TÃO PEQUENO QUE QUANDO VÊ UMAS PEDRINHAS NO CHÃO E PENSA QUE ESTÁ DIANTE DAS PIRÂMIDES DO EGITO?????!!!
Edward Elric, o prodígio da alquimia, estava sendo segurado por seu irmão Alphonse (que segurava os dois braços dele separadamente para que o irmão não fugisse com alquimia.). Ed estava também amarrado pelas pernas e pendurado de cabeça pra baixo no teto da sala de mustang.
- Sem conversa do aço. Você vai ser a empregada!
- eu não vou nada!! Eu não entrei pro exercito pra fazer peça de teatro!! Tenho mais o que fazer!!!!
- ah, é uma pena... – mustang diz cinicamente - eu ouvi dizer que, no palco, as pessoas parecem mais altas...
-que??? Eu nunca ouvi isso!!!
- foram artistas muito famosos que falaram isso uma vez. – roy mentia descarada mente. Ed acreditava como uma criancinha acredita no papai noel. E Al não acreditava que seu irmão acreditava naquilo.
- ahn....ah, ta certo. Eu vou....é pelas criancinhas!!
- você não vai se arrepender, do aço.
No dia seguinte começam os ensaios. Todos já tinham o roteiro em mãos. E estavam reunidos, menos os Elric. Maes Hughes começa a falar:
- o negócio é o seguinte: eu fiz umas alterações na peça. Roy, como não dá pra ter dragão, você vai ser o mocinho baka.
- baka??!!! Por que tem que ser baka???!!! – roy estava transtornado
- é pra dá um toque de humor...o publico adora....Havoc, voce vai morrer na metade da peça...
- Morrer??? Por que eu tenho que morrer???
- é pra dar um toque de tragédia...
- já sei. O publico adora. – diz roy
- Não. O publico chora! – diz Hughes
Nessa hora chegam os Elric
- olha, apareceu a empregadinha!
- por que esse “inha”???!!! ta dizendo que a empregada é tão baixinha que...mfmfmf – ed ia dizer alguma coisa mas Al o impede, colocando a mão sobre a boca do irmão.
- tenente, você começa. – diz Maes
- Que lindo dia. – riza diz como quem lê bula de remédio
- tenente!!! Você não tá morta, não!!!Cadê a emoção???
- Que lindo dia! –(ela dá certa entonação)
- agora ta muito baixo! – reclama hughes novamente
- Que lindo dia!! (mais alto e sem emoção)
- cadê a emoção???
- QUE LINDO DIA!!!!
- hehehe...é...tá bom agora, ta?...Sem estresse...
- Que lindo dia! Oh, eu sou uma mocinha meiga e delicada!
Mustang tem um acesso de risos.
- ta rindo do que??!!!
- nada não.
As portas da sala onde eles estavam se abrem. Entra um soldado.
- o que aconteceu?
- coronel mustang, me pediram pra informar que a data da peça foi mudada.
- e quando é?
- agora.
- ah, agora....AGORA????
- é, agora. Já ta todo mundo lá na sala esperando.
- e agora, o que a gente vai fazer???
- vamos encenar a peça oras! Vocês já sabem suas falas...- diz maes
- QUE???
Hughes arrasta todos para um local que tinha um palco montado e os manda trocar de roupa. Todos estavam muito bem vestidos.
- Oi, pessoal!
- Winry-chan, o que faz aqui??
- eu vim ver o Ed na peça...
- NÃO!!!!EU NÃO VOU!!!!DE JEITO NENHUM QUE EU VOU USAR ISSO!!!!!
- Anda logo, nii-san!! – Alphonse arrastava Ed que esperneava e se debatia. Ele estava usando um lindo vestido rosa e o tinham obrigado a fazer cachinhos no cabelo (igual ao Syaoran, no episodio da carta da luz e da escuridão, em card captors).
- NÃO!!!!! EU....WINRY???!!!!
- ED...você tá...uma gracinha!!Parece uma boneca!!!!
Edward ficou mais vermelho que sinal de transito. Hughes apareceu dizendo que era hora de começar. Quando estava tudo pronto as cortinas se abrem e Riza aparece (detalhe, a platéia era formada por todos os militares da central – incluindo o furher - , as criancinhas, as famílias dos militares, Winry, May chan, Ling/greed, Hohenheim, lust, glutonny,o conde do milênio e os noés ( ticky, lulubell , road, sink,devit, e jasdero) e metade da ordem negra (incluído exorcistas, cientistas e o general cross).
Riza: Oh, eu sou uma mocinha meiga e delicada!! A procura de um amor...
A platéia tem um acesso de riso mais se calam diante do olhar de riza
Roy entra: Eu posso ser esse amor minha princesa...Riza, eu te amo onze vezes!
Riza - como é??
Roy sussurrando: tava escrito no roteiro. É pra não ficar repetindo!
Riza - sussurrando: tem que repetir!!
- riza, eu te amo, eu te amo, eu te amo, eu te amo...
- NÃO! – entra havoc – sou eu que te amo, que te amo, que te amo, que te amo, que te amo, que te amo, que te amo, que te... – roy dá um murro nas costas do havoc que vai parar do outro lado do palco – valeu, coronel!
- OH, o que eu devo fazer? – riza dizia melodramaticamente
- qual o problema minha filha? – chega Breda com uma barba postiça igual aquelas barbas árabes, colada com fita adesiva.
- tenho dois pretendentes mas não sei quem eu deveria escolher...
- escolha a mim. – diz havoc
- por que ela deveria escolher você?
- pelas simples razão de eu ser mais bonito.
- o que é que voce está usando como padrão de beleza? Aquela palmeira travesti? – reclama mustang
- não! Mas se voce quiser ser comparado a ele tudo bem....(nota:isso não estava no roteiro, eles estão discutindo mesmo)
- pelo menos eu não sou um viciado em cigarro!
- ah, é? Então diz quem é que mais prejudica o ambiente quando fica brincando com foguinho???
- eu sou um alquimista federal...não sou um viciado que não consegue arranjar uma namorada!!!
- claro, porque voce sempre rouba elas de mim....
- ta com medinho é?
- não. Vou espalhar por aí que voce é inútil na chuva!!!!!
- e eu vou espalhar...o que é que tem pra falar do havoc? – ele se vira pra riza. Ela estava com uma cara de quem ia matar um. Ele olha pra platéia, estavam todos com os olhos arregalados, fazendo silencio, com aquele barulhinho de grilo no fundo.
- eh....voltando ao principal...riza, voce tem que me escolher....
- espere minha filha. – diz breda segurando a barba que estava descolando – eu tenho uma solução pro seu problema....
- qual?
- vamos perguntar pro sábio da vila....
- certo.
Eles ficam andando de um lado pro outro como se estivessem indo para um lugar bem longe. E param numa plaquinha escrito “bar”.
- oi. Em que posso ajuda-los? – aparece Fuery por de trás de um balcão
- claro. Como posso falar com o sábio da vila?
- sou eu mesmo!
- o dono do bar é o sábio da vila?
- dono de bar é só um bico. Fazer previsões não traz dinheiro não!
- como não? Se eu visse o futuro já tava milionário – diz roy
- é porque eu sou uma pessoa bondosa e não cobro dos clientes...
- excelente! Então pode nos ajudar?
- claro!
- pode dizer qual dos dois será o melhor marido pra minha filha?
- esperem um minuto... – ele some por um tempo e volta depois com uma garrafa velha de sake. Coloca ela na mesa e começa a fazer uma cara de concentrado.
- se ela casar com o loiro.... ela vai morrer daqui a três anos com câncer de pulmão...se ela casar com o moreno...ela vai entrar em depressão por que ele é o galinha... e vai sofrer pro resto da vida...então, o que vai ser? Morte ou depressão pro resto da vida?
- Fuery! Isso não estava no roteiro! – sussurravam havoc e roy
- eu sei. Mas é que o publico tava querendo ver o resto da briga!...de qualquer forma, para resolver esse caso, os dois pretendentes vão ter que passar por três desafios, três provas... aquele que se sair melhor casará com a princesa!
-OHHH!!!! – breda se fazia de espantado, havoc e roy implicavam um com o outro, e riza só olhava...
(lembrando que nada disso estava no roteiro)
- são 75 reais e 90 centavos!
- O QUE??? Não era de graça????
- era, mas eu disse que não dava lucro.... – e sussurra – e se eu tenho que pagar esse mico é melhor ganhar alguma coisa,não é?
- ta bom....vamos pessoal, eu não vou pagar sozinho! – diz breda. Havoc e roy começam a procurar dinheiro nos bolsos e pagam fuery.
- e quais são esses desafios??
- pra dizer isso são mais 8 reais por desafio...
- Fuery, seu mercenário você me paga!!!
Eles pagam.
- O primeiro desafio será...ihh, não olhem agora não mas tem uma barata enorme bem ai no pé de vocês....
- BARATA??????!!!!!!!!!!! – gritam todos
Havoc sai correndo e se joga na platéia, acaba caído em cima da coitada da Lenalee.
- sai de cima da minha irmãzinha!!!!!!!! – grita Gomui desesperado – vou ter que ativar o komurin VIII!!!
- NÃO!!!! – todos os exorcistas seguram o komui, que se aquieta quando havoc sai de cima da lenalee.
Breda corre pro outro lado e tropeça na cortina.
Roy pula em cima da tenente como uma meninha assustada. – faça alguma coisa tenente!!!!Salve minha vida!!! – ele ficava se agarrando em Riza como se estivesse se afogando.
- se você sair de cima de mim eu posso matar a barata, coronel!! – Riza tenta acertá-la com a arma, mas o pequeno ser era mais esperto e conseguia fugir dos tiros.
- Eu disse, tenente!!! Aquela coisa é a forma física do mal!!
- se acalme coronel!
Enquanto isso por traz das cortinas:
- você ouviu isso Al?? Gritaram barata.... – ed estava se escondendo da barata dentro da armadura e tremia mais que vara verde, fazendo o al tremer também.
- nii-san, por que você foi se esconder aí?
- porque não tem como aquele serzinho entrar!
- esqueceu que tem varias aberturas no meu corpo?? A barata pode entrar...
- al, seu irmão miserável!!!! – ed sai rápido – por que você não me avisou??? – ele tenta desesperadamente subir numas caixas mas não consegue alcançar. Al fica com pena do irmão e o ajuda a subir “tadinho – pensa al – não tem culpa por ser tão baixinho”.
De volta ao palco, a baratinha descia calmamente as escadinhas e ia para a platéia.
- Não se preocupem! Eu vou salvar vocês! – Allen se achava o tal e já ia matar a coitadinha, só que ele viu a alma da barata (sei lá como ele fez isso!) – Ah!!Não!! Eu não posso fazer isso!!
- por que não, allen?
- ela ta fazendo aquela carinha de gatinho do shrek!! Eu não posso matar uma coisinha dessas!!! – allen começa a chorar com pena da barata.
- Eu vou acabar com a barata com a técnica passada de geração em geração na... – enquanto armstrong fazia seu discurso, a barata passa calmamente sob seus pés e vai na direção da saída.
-ALGUÉM PARE ESSE MONSTRO ASSASSINO!!!! – Hughes aparece correndo, tropeça, e cai de cara no chão.
Kanda chega e pisa nela. Ficam todos olhando com aquelas caras de baka.
- o que foi?
- como você fez isso?
- eu pisei nela!
- kanda...voce é nosso herói!! Você realmente se importa com a gente!!
- ¬¬
No palco:
- coronel, pode descer...ela foi morta!
- verdade??
- verdade.
Mustang, havoc, breda e ed descem de onde estavam escondidos. (umas caixas por trás do palco).
- POR QUE NENHUM DE VOCES MATOU AQUELA COISA??? –hughes reclamava com eles. – Ninguém reparou que aquela coisa poderia sair do quartel, virar a direita, andar 4 quarteirões, virar a direita de novo, andar mais 2, virar a esquerda andar mais 5, passar pela pracinha, virar a esquerda no retorno, andar mais 2 quarteirões , chegar na minha casa e entrar no quarto da elysia!!
- é, esse era o objetivo da vida dela!! – disse Roy
- será que podemos continuar agora?
- claro!
Todos voltam para como estavam antes, para a peça.
- o primeiro desafio é um desafio de quem fica mais tempo sem rir.
- como?
- vocês ficam olhando um pra cara do outro e quem rir primeiro perde....
- isso lá é um desafio??
- o desafio do livro era conseguir ovos das fadas carnívoras mutantes do Tibet...acho que não dá pra fazer isso...
- ok, ok....
Roy e havoc se viram um pro outro e caem na gargalhada.
- foi só isso? Acabou o desafio?? – pergunta riza – quem ganhou??
- acho que os dois perderam...vou ter que passar o segundo desafio....são mais 8 reais!
Roy, breda e havoc: ¬¬
- o segundo desafio é um desafio de talentos....
- mais essa agora!!
- vocês tem que mostrar seus talentos numa apresentação....
- que...?que talentos? – roy estava assustado
- isso não tava no livro!! – diz havoc
- NADA disso estava no livro, idiota!! – berra roy
- seguinte: vamos dar um intervalo na apresentação pra vocês se prepararem....
Fecham –se as cortinas. Por trás do palco, do lado direito:
- e agora tenente, o que eu vou fazer?
- sobre?
- aquela maldita apresentação de talentos! Quem foi o idiota que colocou aquilo no peça???
- Yo, Roy!!
- Falando nele...Maes, onde voce estava?
- estava assistindo.
- onde? Não vi voce?
- estava numa cabine no fim das cadeiras da platéia....é uma cabine blindada que tem ligaçaõ direta com os painéis solares do telhado! Não é legal??
- pra que é que você quer uma cabine blindada com painéis solares??? Estamos num quartel!
- VOCE NÃO TEM CONSIDERAÇÃO PELO AMBIENTE, NÃO???!!!! – Hughes cuspia na cara de roy
- tenho, mas...
- eu, ao contrario de você, estou preocupado com a destruição do meio ambiente causada pelas grandes industrias que acabam com toda a natureza passando com suas maquinas enormes em cima das arvorezinhas, dos macaquinhos, dos passarinhos e das cobrinhas!!!! Eu tenho uma filha que pode crescer sem saber o que é uma Lachesis muta!!!
- eu sabia que isso ia chegar na elysia...Maes, você sabe o que é uma Lachesis muta???
- Não faço idéia. (gotinha em roy e riza)...Mas e aí?? O que você vai fazer?
- sobre o que???
- sobre os pingüins que você ta criando!! Claro que é sobre o concurso de talentos, baka!!!
- ah, isso....eu não sei. Sabe, eu nunca fui bom em concurso de talentos...tem uma historia de quando eu era criança que...
- não temos tempo pra ouvir seus traumas infantis!!
Roy faz cara de cachorrinho abandonado e convence os dois.
- quando eu era criança me inscreveram num concurso de talentos....
- qual era o seu talento??
- eu tocava gaita de foles!!
- Como?
- é, eu tocava!!! E muito bem por sinal!!! Se quiserem, qualquer dia eu mostro pra vocês como eu toco o hino nacional e...
- NÃO!!!!
- tudo bem....voltando a minha historia, chegou o dia da apresentação, eu subi no palco e caiu uma goiaba dentro de uma das aberturas da gaita...
- como foi que uma goiaba caiu lá??
- EU NÃO SEI!!! Eu só sei que o som saiu horrível e todo mundo me vaiou.... – roy vai pro canto da sala e fica com aquela nuvenzinha negra.
- coronel...
- eu não posso passar por aquilo de novo!!!!!! Eu não sei fazer nada alem de tocar gaita de foles!!!!!!
- coronel....
- eu vou ser humilhado pelo havoc!!!!!!!
- CORONEL!!!!!
- eu.... o que foi tenente?
- o senhor é um alquimista federal.
- é, eu sei que eu sou um!O que isso tem... Eu sou um alquimista federal!!!(estava feliz como quem descobre que 2+2=4) – eu posso usar alquimia!!!!
Enquanto isso, do outro lado:
- e agora, o que eu vou fazer?? Tenho certeza que o coronel vai usar alquimia e eu não sei fazer nada!!!! – havoc começa a chorar
- eu não acho que ele vai fazer isso... – diz ed que tinha acabado de vir do outro lado (ele tava espiando o roy) – eu o escutei dizendo que tava criando pingüins...
- PINGUINS??? Ele vai trazer pingüins???!!! – dizia havoc – Ah...já saquei o plano dele...vai usar aqueles pingüins lindos e fofinhos pra fazer com que a platéia e a riza fiquem a favor dele...mas eu não vou deixar isso acontecer. Huahuahuahua!!! (havoc rindo sinistramente).




Bom, eu peguei isso do pc porque o nyah não tava abrindo ¬¬'
Perdoem os erros...Sim, sou louca...u.u
Espero que gostem

B Hawkirier
Soldado
Soldado

Feminino Mensagens : 22
Idade : 24
Localização : Recife - Cidade do Leste

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum