Fanfic Seriado: Homeless Heart

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Fanfic Seriado: Homeless Heart

Mensagem por Carla *Karura* em Dom Maio 30 2010, 08:25

Bem... como todo mundo sabe, a maioria sabe... eu viciei nesse seriado por conta da minha prima, e pensei, pq naum escrever um fanfic mais dramático, colocando atravez dele o meu modo "otaku de pensar" em ação?

Bem de inicio eu tenho o 1º capítulo que na cerdade é um prólogo pronto, mais metade do caoitulo 1... assim que eu termina de digitá-lo eu posto o restante da historia do capítulo 1

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Creddie (Carly & Freddie fanfiction) - iCarly Fanfiction

Homeless Heart

Prólogo

Freddie POV

Ainda não acredito que fiz isso, eu tinha a garota dos meus sonhos comigo, poderiamos dar certo se tentássemos, mas eu tinha que dar ouvidos à Pukket.
A Sam pode até estar certa sobre a Carly só ter reagido de forma "apaixonada" devido ao fato de que eu salvei a vida dela , ao protegê-la de ser atropelada por aquele caminhão de tacos.
Tudo que eu queria era que ela sentisse o mesmo que sinto por ela .


Carly POV

Depois que o Freddie me disse que eu não o amava de verdade, que eu só estava agindo de forma apaixonada devido ao fato de que ele salvou a minha vida, e também sobre aquela conversa maluca sobre ele ser igual a um bacon, que por sinal está muito a cara da Sam essa história, eu fiquei pensando se eu realmente só estava aginda daquela maneira por conta do ocorrido.
Já faz alguns minutos que ele saiu, deu pra escutar claramente o "O QUE FOI QUE EU FIZ?" que ele gritou logo depois do elevador fechar a porta de acesso do estudio do iCarly. estou sentada no puff aqui no estúdio e pensando sobre todo o ocorrido, desde antes do acidente, e depois dele.
Antes eu não hesitaria em dizer ao Freddie que não teríamos chance alguma de darmos certo, que eu só o queria como meu amigo, mas agora, depois de tudo, fico pensando, será que poderemos voltar a ser como antes?


Freddie POV

Uma semana se passou desde que rompi com a Carly, não vi nenhum sinal de que ela estava apaixonada por mim nesse tempo.
Odeio admitir, mas acho que a Sam estava com a razão, e eu fiz papel de palhaço ao pensar que um dia ela chegaria a me amar da forma que eu a amo.
São coisas como essas que me fazem lembra o quanto a vida pode ser desonesta com muita gente, não digo sobre questão financeira somente, isso não se encaixa no meu padrão que estou tentando explicar, mas sim ao fato de que eu fui abandonado pelo meu próprio pai com menos de 2 anos, desde então minha mãe se tornou paranóica , pensando em me tornar totalmente dependente dela, assim eu jamais a abandonaria, da mesma forma que meu pai fez.
Sabe as vezes eu chego a ficar muito irritado sobre a forma que minha mãe age e me expõe perante as pessoas conhecidas , e até mesmo desconhecidas.Ela chega a me expor ao ridículo, me tratando como se eu tivesse 5 anos de idade, lembrando que eu faço 17 em alguns meses.
Ela invade minha vida, mostra fotos de quando eu era bebê pra quem quiser ver, isso irrita a tal ponto de eu pensar em sair de casa e procurar pelo meu pai.
Sei que parece maluquisse , mas eu sei que meu pai teve um motivo muito forte para fazer o que fez, tanto que ele sempre me envia algumas cartas por meio do meu Tio Earl, eles são amigos desde o primário, foi meu tio quem apresentou meus pais, e sempre no meu aniversário é quase como um ritual, quando vamos à St.Louis em Missouri, na casa dele pro meu aniversário, ele sempre deixa as cartas do meu pai no local "secreto" que combinamos desde que eu aprendi a ler por mim mesmo.
As cartas dele sempre dizem que ele sente muito por ter me deixado para trás, com a mãe maluca, que ele sabe que Marissa Benson é. Sempre diz também que se um dia eu uiser morar com ele, sempre seria bem vindo.
Acredita que eu tenho 2 irmão menores e minha mãe nunca me contou? Ela vive falando que meu pai morreu quando eu era pequeno, ela acha que pode esconder as coisas, me privando de falar a sós com meus tios, que acham muito errada a forma da minha mãe agir com relação ao meu pai.
Acho que se minha vida continar dessa forma até meu aniversário, digo:
Minha mãe me tratando como um bebê, com banhos de banheira, dormir antes das 9 da noite, nao comer nada sem antes usar o processador de alimentos para que eu não engasgue e tudo mais.
O fato da Carly não ligar, e eu estou começando a achar que ela nunca ligou de verdade pros meus sentimentos para com ela.
A Sam que não para de ser uma "bullie" na minha vida. Ela acha que eu posso aguentar de tudo, mas o que ela não sabe, é que algumas das "brincadeiras" dela me ferem de verdade, não falo da física, pois não ligo mais pra isso, mas eu digo as que envolvem humilhações .
Sei que isso pode soar como se eu fosse uma garotinha que não aguenta uma brincadeirinha, mas isso já foi longe demais, ela sente satisfação em me ver sofrer, e isso me fere, e muito.Não espero nenhum pedido de desculpas por parte dela, pois isso não me livrará de todas as humilhações que já passei por conta dela.
Acho que de todos que estão a minha volta nesse momento, somente o irmão da Carly, Spencer, mesmo com seu jeito estabanado e tudo mais, ele se importa , e muito comigo.
Ele age como um irmão mais velho, tutor, a figura masculina que me falta a muitos anos.
Mesmo estando aqui, sentado na sala de aula, com a Sam praticamente fazendo pouco caso da minha pessoa, cada vez que vou responder a uma das questões do nosso professor de Biologia, ou o fato da Carly finger que eu não existo quando eu a cumprimento, ou a minha mãe me enviando mensagens a cada troca de aula pra saber se eu ainda estou respirando, me pego imaginando será que se eu perguntasse ao Spencer sobre o que ele faia no meu lugar, será que ele apoiaria minha decisão, ou tentaria me fazer ficar nessa vida que está literalmente me levando ao fundo do poço?


Sam POV


O esquisito do Freddie tá agindo de maneita muito estranha desde que eu conversei com ele , sobre a Carly não estar "realmente" apaixonada por ele, ele evita conversar, ficar ou ate mesmo andar com a gente, igual sempre fazíamos.
É duro admitir, mas eu estou começando a me arrepender de ter conversado com ele sobre isso naquele dia. Ele parecia tão feliz por finalmente estar com a Carly e tudo mais... Credo até parece que eu me transformei na minha irmã gêmea Melanie, o certo seria eu dizer que eu vomitaria sangue a cada vez que eu os visse juntos, mas, depois de ver o estado deplorável que o Freddie está se sujeitando, tô começando a realmente pensar que peguei pesado demais com ele.
A Carly disse que eu fiz um favor a ela, por abrir os olhos do Freddie. Ela me contou sobre a conversa deles no estúdio do iCarly, quando o Freddie ainda estava todo estourado devido ao acidente.
Mas até mesmo a Carly notou a mudança brusca no jeito de ser do Freddie. Olha que a Carly sabe ser bem distraída quando quer.


Carly POV

Hoje na escola, as coisas estavam quase como deveriam ser. Quase , porque o Freddie simplesmente está muito estranho, até a Sam que adora implicar com ele, mas eu confesso, as vezes ela exagera, e muito... notou que ele está diferente. O jeito dele, ele não tenta mais chamar a minha atenção, ele simplesmente não fica me olhando de forma sonhadora como ele sempre fazia, ele parece ausente , não parece o mesmo Freddie de antes.
Hoje na entrada notei que ele mais uma vez me cumprimentou, mas eu fingi que não o vi, para que assim ele evitasse falar sobre o ocorrido a um mês atras, mas como ele nunca mais puxou conversa, já estou começando a ficar preocupada.
No prédio onde moramos, sempre que a mãe dele faz uma daquelas coisas de mãe superprotetora, dá pra notar que ele está fazendo esforço pra não estourar com ela, ele anda irritado com qualquer coisa, com a Sam mesmo, ele parou de replicar sempre que ela insulta ele, dizendo coisas do tipo "Acho que deveria procurar um analista pra tratar desse seu sadismo!"
Eu juro , a Sam , que é estourada, ficou sem ação... o jeito com que o Freddie disse isso, de forma ameaçadora, olhar de irritação, como se tudo que ele passou nas mãos dela, começasse a ter troco.
Esse não é o Freddie que eu conheço!


Spencer POV

Voltando de mais uma pescaria noturna com o Socko, meu melhor amigo, encontro o Freddie na entrada do Bushwell Plaza. Ele disse que tinha uma dúvida e gostaria de saber minha opinião a respeito.
Primeiro perguntei se ele não poderia falar sobre isso com a mãe dele, mas pela cara que ele me fez, opinião feminina era o que ele menos queria naquela hora, então tentei ao máximo deixar o meu lado Spencer "artista/irmão legal/não encuca com nada" de lado e assumir o lado "figura masculina" que o Freddie estava precisando.
Fomos até o Groovie Smoothie , onde após pedirmos um Smoothie, ele começou a me contar sobre o ocorrido desde que ele foi atropelado, salvando assim a vida da minha irmãzinha, mas eu não sabia de muitos detalhes da história toda, mas agora que ele está me contando vejo que tanto a Sra.Benson, quanto a Carly ou até mesmo a Sam, não fazem a menor idéia do quão depressivo o Freddie está.
Ele me relatou tudo sobre o relacionamento, relâmpago por assim dizer, que ele e a Carly tiveram. A conversa com a Sam, a conversa que ele teve com a Carly logo após isso e consequentemente, o rompimento deles, qe o Freddie deixou claro que eles só voltariam a ter algo quando ela sentisse realmente algo por ele. Mas...ao que parece não é isso que está ocorrendo.
Pelo que ele está me dizendo, a Carly está fingindo que ele não existe, ele já está farto de ser o motivo de xacota na escola ou até mesmo no programa da web deles, por conta da Sam, ele também disse que já não está mais aguentando a própria mãe, que o trata pior que um bebê.
Mas o que me intrigou mesmo, foi a revelação que ele me deu, de que ele sabe que a mãe dele mente sobre o pai dele. Pelo que eu sei, desde que a Sra.Benson se mudou para cá, quando o Freddie tinha 12 anos, foi que ela perdeu o marido em um acidente, e desde então ela criava sozinha o filho.
Mas cá estou eu, a pessoa que pode ser considerada um atraso de vida em carne e osso, recebendo a bomba de que essa história era uma mentira, e o Freddie mesmo me mostrou as "Provas" , cartas escritas a punho, fotos do Sr.Benson com sua nova esposa e os meio-irmãos de Freddie, pelo que eu me lembre, ele chegou a falar que os nomes dor irmãos eram Kevin e Andrew.
Freddie me mostrou que existia outro mundo esperando por ele, se ele quisesse, mas o que mais me deixou zonzo, mas do que já sou por natureza, é que o Freddie parecia mesmo disposto a ir atrás dessa outra "família" e esquecer tudo que aconteceu por aqui.
Não posso dizer ao certo se o conselho que dei a ele foi o mais correto, mas foi o que melhor se encaixava na situação. Eu disse pra ele, que ele deveria simplesmente "seguir o que o coração dele achava ser a coisa certa a fazer".


Última edição por Carla *Karura* em Seg Maio 31 2010, 16:26, editado 3 vez(es)

_______________________________________________________________________________________________________________________________________




Uma viagem tem seu Iníco...
Passando pelo Meio...
Finalmente chega-se ao Final...

Foram 9 incríveis anos e sei que nunca me esquecerei de nenhum momento!

Obrigada pelas memórias Arakawa-sensei!!!

Carla *Karura*
Admin
Admin

Feminino Mensagens : 683
Idade : 33
Localização : Hortolândia

http://fmalegacy.forumotion.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fanfic Seriado: Homeless Heart

Mensagem por Carla *Karura* em Dom Maio 30 2010, 08:29

Capítulo 1 – A coisa certa a se fazer

Alguns dias depois de sua conversa com Spencer, Freddie estivera pensando sobre sua resposta. Não seria uma decisão fácil, pois, por mais que estivesse tendo problemas, Seattle era seu lar.
Cada vez que pensava nos momentos mais felizes, tristes, que passara, mais difícil se tornava sua decisão, mas uma coisa ele poderia afirmar. Sua decisão mudaria sua vida e de muitos outros para sempre.
-Freddie, acorde querido! – assim como toda manhã, a Sra.Benson, acordava Freddie, mesmo que fosse...
-Mãe, ainda são 5:15!!!! – Freddie não conseguia acreditar em como sua mãe poderia ser tão estranha.
-Mas você ainda tem que tomar seu banho, suas vitaminas... – isso foi o estopim para o que Freddie guardava todos os anos , por mais que tentasse esconder, aflorasse.
-CHEGA MÃE!!EU NÃO AGUENTO MAIS!!! – Freddie gritava naquele momento, causando espanto na Sra.Benson.
-Como ousa gritar comigo? – ainda não acreditando no ataque de raiva de Freddie, Marissa ainda não sabia o real motivo da explosão de seu filho.
-Nossa, como se a senhora não soubesse que eu já tenho 17 ANOS, e a senhora ainda me trata como se eu não soubesse tomar banho ou me alimentar SOZINHO!!! Olha pra mim mãe... olha bem pra mim... – Freddie, com a voz num tom raivoso, onde mostrava claramente que todo que estivera guardado dentro dele, por todos aqueles anos, finalmente seria colocado a mostra – Me diz o que a senhora está vendo... Só uma vez, me explica , por favor... o que a senhora vê quando me olha.
-Eu vejo um jovem rapazinho que ainda tem muito a aprender e que precisa da minha supervisão permanente! – dizia convicta Marissa Benson, fazendo pose de mãe perfeita, não notando que com essas palavras, seriam apenas uma porcentagem para ajudar na decisão fatídica de Freddie
-Em poucas palavras, a senhora não me vê como um jovem que pode tomar decisões por si próprio. – Freddie falava de forma rouca e pausada, causando em sua mãe a sensação de que algo mudara em seu filho
-Claro que você não pode tomar decisões por si próprio, isso é somente algo que adultos, como eu , podemos fazer.
-Ou seja... Você considera a Carly, a Sam, a maioria do pessoal do colégio, “adultos”, mas eu...- Freddie começara a sentir espasmos de raiva, tentando a todo custo a se controlar, mas estava começando a ficar realmente irritado com toda essa discussão – E EU? POR QUE EU SOU A EXCESSÃO?
-Diminua esse tom, mocinho!!! – falava Marissa, apontando o dedo acusadoramente em direção à Freddie. –Senão...
-SENÃO O QUÊ? VOU FICAR DE CASTIGO ATÉ O FINAL DO ANO LETIVO, E SEM MINHA MEDÍOCRE “MESADA” , SE É QUE AQUILO PODE SER CHAMADO DE MESADA, DE 8 DÓLARES?
Do outro lado do corredor, a briga de mãe de filho, começou a perturbar os Shays.
Sam que estava dormindo, novamente, na casa de Carly, também foi acordada pela gritaria.Quando se encontrara na sala, Spencer de início achou que se tratavado casal do 9C, que vez ou outra , brigavam por qualquer besteira.
Quando as vozes se fizeram ser ouvidas novamente, e Carly e Sam, identificaram seus nomes na discussão, mal podiam acreditar que se tratava de Freddie, tamanha a raiva que ele gritava, ao que parece, com a própria mãe.
-Acho que aconteceu alguma coisa! – exclamou Carly, muito assustada, pois nunca ouvira Freddie gritando antes, ainda mais com tamanha raiva.
-Acho que o esquisito caiu do bercinho... – Sam zoava.
-Acho melhor irmos até lá ver o que tá pegando. – Disse Spencer abrindo a porta do loft 8C e indo em direção ao 8D.
Ao tocarem a campainha, ouviram a gritaria ser interrompida, e uma voz resmungando algo como “eu deveria deixar ele de castigo até depois da faculdade”, antes da porta se abrir e revelar uma Marissa Benson, mesmo que com semblante surpreso pela reação de seu filho, ainda sim com sua pose de “mãe que sabe tudo”
-Desculpe Sra.Benson, mas é que ouvimos os gritos, e queríamos saber se está tudo bem? – Carly perguntou receosa.
-Claro que sim, é somente... – mesmo querendo disfarçar que tudo estava perfeitamente bem, Marissa não contava com Freddie descendo as escadas.
-Claro que não está nada bem “mãe” – Freddie descia as escadas demonstrando com as mãos as aspas para a palavra mãe, sabendo que a discussão recomeçaria, mesmo que fosse na frente de Carly,Spencer e Sam.
-Que bicho tá pegando, o doente? – Aquilo só fazia o sangue de Freddie ferver ainda mais.
-Doente será você quem vai ficar, se não fechar essa boca agora mesmo Sam. -


=============================================================

Como eu avisei, ainda naum acabei de digitar esse capítulo, mas eu digitei até aqui ontem a noite, pra passar o tempo... acho que até que digitei muita coisa o.o'''

Quem sabe ainda hoje naum consigo acaba de digitar o capítulo 1

_______________________________________________________________________________________________________________________________________




Uma viagem tem seu Iníco...
Passando pelo Meio...
Finalmente chega-se ao Final...

Foram 9 incríveis anos e sei que nunca me esquecerei de nenhum momento!

Obrigada pelas memórias Arakawa-sensei!!!

Carla *Karura*
Admin
Admin

Feminino Mensagens : 683
Idade : 33
Localização : Hortolândia

http://fmalegacy.forumotion.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fanfic Seriado: Homeless Heart

Mensagem por Giulii_foxx em Seg Jan 31 2011, 01:24

Eu realmente gostei da sua história, gostaria de saber se você vai continuar.
Pois estou curiosa com o que ira acontecer e se Freddie vai mesmo ir embora de Seattle.
Bem é isso.
Tchau ^.^

Giulii_foxx
Recruta
Recruta

Feminino Mensagens : 3
Idade : 23

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fanfic Seriado: Homeless Heart

Mensagem por edilaine em Sex Abr 25 2014, 17:52

oi vc poderia voltar a escrever a fic

edilaine
Recruta
Recruta

Feminino Mensagens : 1
Idade : 20

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fanfic Seriado: Homeless Heart

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 14:55


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum